close

x Brasileirão Série B 2024
22/04/2024 - 21:00
x Brasileirão Série B 2024
26/04/2024 - 21:00
x Brasileirão Série B 2024
06/05/2024 - 21:00

Claudinei reclama de arbitragem e diz que Guarani foi intenso contra o Botafogo-SP

Treinador questionou gol anulado do Bugre, mas valorizou ponto conquistado

Por Nossa Taba, em 02/03/24

O empate conquistado pelo Guarani aos 50 minutos do segundo tempo nesta sexta (1°), diante do Botafogo-SP, não foi o resultado ideal para o clube na luta contra o rebaixamento. O placar, no entanto, poderia ter sido diferente, caso o primeiro gol marcado pelo Bugre na partida não tivesse sido anulado.

No início da etapa final, em uma disputa cara a cara, Reinaldo dividiu com o goleiro do Pantera e a bola sobrou livre para Régis, que mandou para a rede. Porém, a árbitra Edina Alves Batista invalidou o tento, alegando falta do atacante alviverde no arqueiro tricolor.

Na coletiva de imprensa realizada após o duelo, o técnico bugrino, Claudinei Oliveira, questionou a decisão da dona do apito. “Na minha opinião, o gol foi legal. A Edina olhou para o lado, para o bandeira, para a arquibancada, para todos os lados, para dar a falta. Ela não deu a falta e o VAR não confirmou isso. Ela foi na dúvida, e dúvida, deveria ter deixado seguir. Para mim, aquilo foi um choque normal de jogo”, reclamou.

O treinador também ficou na bronca com o pênalti sofrido pelo Guarani. Para ele, o goleiro do Botafogo-SP deveria ter recebido cartão vermelho no lance. “O goleiro já tinha recebido cartão amarelo por reclamação. Se houve a penalidade, ele tinha que ter recebido o segundo e ser expulso. Deixaram ele no campo e ainda pegou o pênalti. A cobrança poderia ter acontecido com um jogador de linha no gol. Infelizmente, o VAR não tem sido muito companheiro do Guarani”, disse.

Apesar do um ponto somado ainda manter o Bugre em uma situação dramática na briga contra o descenso, Claudinei valorizou o resultado, afirmando que o time mereceu o empate. Ele ainda discordou de um repórter que disse que a equipe foi menos intenso do que contra o São Paulo, no domingo passado (25).

“No primeiro tempo, a gente pressionou. O adversário não saiu com a bola nenhuma vez. Não acho que deixamos de conquistar a vitória por essa questão de intensidade. A gente produziu para ganhar o jogo. Contra o São Paulo, pelo nível do adversário, claro que a gente valoriza mais o empate do que hoje. Mas a equipe teve vontade, teve brio. Quem não está com vontade, não empata o jogo do jeito que a gente empatou”, analisou.

O próximo compromisso do Guarani é no domingo da próxima semana, dia 10, diante do Red Bull Bragantino, em casa. A partida será válida pela 12ª rodada do Paulistão Sicredi 2024, a última da fase de grupos. A depender dos resultados de outros adversários, como Santo André, Ituano e Portuguesa, só a vitória salvará a equipe do rebaixamento. Para Claudinei Oliveira, o alviverde tem condições de conquistar os três pontos.

“Vamos trabalhar a semana inteira pensando no Red Bull. Só nos interessa a vitória nesse jogo, e a gente tem condições de vencer, mostramos isso contra o São Paulo, que também é um time de Série A. Isso vai acontecer, lógico, com inteligência e com a melhor estratégia possível.

O confronto entre Bugre x Massa Bruta será às 16h. A equipe de Campinas, atualmente, é a 14ª colocada na classificação geral, com sete pontos, e está fora da zona do rebaixamento por ter um ponto a mais que o Ituano, primeira agremiação dentro do Z-2. O Galo do Itu e o Santo André, que estão na degola atualmente, podem ultrapassar o Guarani, caso vençam neste fim de semana.

Foto: Raphael Silvestre/Guarani FC