Conecte-se conosco

8ª RODADA – Juventude 1 x 0 Guarani

A sina continua! Mais uma vez, o Guarani desperdiçou a chance de embalar na Série B do Brasileiro graças ao péssimo rendimento fora de casa. Na noite desta sexta-feira, o Bugre manteve o jejum de vitórias como visitante ao ser derrotado pelo Juventude por 1 a 0, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela oitava rodada. Fellipe Mateus, no finalzinho do primeiro tempo, marcou o gol que definiu a partida.

Agora, em quatro jogos longe de Campinas, são três derrotas e um empate. Com o fim da invencibilidade de três rodadas, o Alviverde estaciona nos 10 pontos e, ao invés de se aproximar do G4, corre o risco de ver a zona de rebaixamento mais de perto. Na terça-feira, novo compromisso fora de casa, dessa vez contra o CSA, às 20h30, no Rei Pelé, em Maceió.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo em Caxias do Sul foi equilibrado, seja em volume de jogo ou chances criadas. O que definiu o placar foi a iniciativa e concentração que um time teve a mais que o outro. Com o gramado molhado e muitos jogadores escorregando, os dois times começaram a partida apostando priorizando as bolas longas em detrimento às trocas de passes.

Quando a redonda foi para o chão, as chances apareceram. Aos 8′, Elias recebeu de Guilherme Queiróz e bateu cruzado para defesa de Bruno Brígido. O Guarani respondeu três minutos depois no contra-ataque. Anselmo Ramon fintou o marcador, tentou o chute colocado e a bola passou perto.

A posse de bola era dos visitantes, enquanto o Juventude tentava ser um time mais vertical e objetivo quando buscava o ataque. Apesar da constante movimentação, os donos da casa conseguiam levar algum perigo apenas na bola aérea.

Já o Bugre pouco produzia com seus homens de frente. Quando fez isso, levou perigo, aos 26′. Primeiro em finalização de fora da área de Rondinelly espalmada por Matheus. No rebote, Guilherme também tentou e o goleiro pegou de novo.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o nível de concentração do Guarani baixou. Com a marcação desajustada, deu espaço para o Juventude, que resolveu começar a arriscar com mais frequência. Leandro Lima mandou fora e Elias parou em Bruno Brígido. Aos 46′, a iniciativa foi premiada. Após cruzamento de Leandro Lima, Fellipe Mateus se antecipou a Edson Silva e bateu no alto para abrir o placar.

SEGUNDO TEMPO
O Guarani voltou para a etapa final da mesma maneira, em peças e comportamento. A dificuldade de criar continuava, com a bola praticamente não ficando no campo de ataque. Aí, com pouco mais de dez minutos, Umberto Louzer resolveu mexer em dose dupla com as entradas de Bruno Mendes e Erik nos lugares de Anselmo Ramon e Guilherme, respectivamente.

A primeira participação do atacante foi promissora e quase resultou no empate, aos 13′. Mendes fez bom passe para Rafael Longuine, mas o camisa 8 demorou para definir e foi abafado pelo goleiro. Chance boa lá, chance boa cá e o Juventude por muito pouco não ampliou aos 16′, quando Guilherme Queiróz desviou de cabeça a cobrança de escanteio e Bruno Brígido fez grande defesa no cantinho esquerdo.

Com a vantagem no placar, os donos da casa foram recuando, dando campo ao Bugre e esperando o contra-ataque. O domínio territorial era dos visitantes, mas sem nenhuma efetividade. Erik entrou mal outra vez, Rondinelly errou tudo que tentou e Rafael Longuine teve participação extremamente apagada.

O tempo foi passando, mas sem a menor pinta de que o Guarani chegaria ao empate. A troca de passes era incessante, mas o time não conseguia sequer criar uma boa oportunidade e ainda via o adversário ser mais perigoso. Coube ao Juventude apenas se defender para administrar o resultado e impor ao time campineiro a quarta derrota na Série B.

FICHA DO JOGO

JUVENTUDE 1 x 0 GUARANI


Matheus; Felipe Mattioni, Micael, Fred e Pará; Bertotto e Diones (Bruninho, 25’/2º); Fellipe Mateus, Guilherme Queiróz e Leandro Lima (Tony, 32’/2º); Elias (Ricardo Jesus, 32’/2º). Técnico: Julinho Camargo.


Bruno Brígido; Lenon, Éverton Alemão, Edson Silva e Pará; Baraka (Denner, 29’/2º) e Ricardinho; Guilherme (Erik, 12’/2º), Rondinelly e Rafael Longuine; Anselmo Ramon (Bruno Mendes, 11’/2º). Técnico: Umberto Louzer.

Gol: Fellipe Mateus, aos 46 minutos do primeiro tempo.
Público: 1.859 pessoas.
Renda: Não divulgada.
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).
Data e horário: Sexta-feira, 1º de junho, às 19h15.
Árbitro: Adriano Milczvski (PR).
Cartões amarelos: Bertotto, Leandro Lima (Juventude); Éverton Alemão, Lenon, Erik (Guarani)

Comentários

comentários