Conecte-se conosco

34ª RODADA – Coritiba 0 x 2 Guarani

Após cinco partidas, o Guarani finalmente voltou a sentir o gosto da vitória. Com uma atuação bastante sólida, bem diferente das apresentações anteriores, o Bugre deu um tempo na má fase ao derrotar o Coritiba por 2 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Couto Pereira e manteve, ainda que com poucas chances, a possibilidade de brigar pelo acesso na Série B do Brasileiro. Gabriel Poveda e Jefferson Nem, novidades na equipe titular, marcaram os gols do triunfo.

Com a reabilitação, o Alviverde segue na 9ª colocação, mas salta para 49 pontos e fica a  cinco pontos do Goiás, quarto colocado. Na próxima terça-feira, em novo jogo decisivo, a equipe visita o Figueirense, às 21h30, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

PRIMEIRO TEMPO
Com as três mudanças confirmadas pelo técnico Umberto Louzer, o Guarani sobrou no primeiro tempo em Curitiba. Desde o início, colocou em prática a estratégia de ter solidez no meio-campo e velocidade nas transições para o ataque. Obrigando o adversário a trabalhar a bola com os zagueiros, o Bugre conseguia recuperar a redonda com facilidade e criar oportunidades.

A primeira boa chance veio em cobrança de falta de Fabrício, aos 7′, espalmada por Rafael Martins. Bem agrupado e preenchendo os espaços, o Alviverde induzia os donos da casa ao erro e, assim, tinha espaço. Aos 20′, Kevin colocou na área, Denner ficou pedindo pênalti e Matheus Anjos bateu para defesa do goleiro. Na cobrança do escanteio, Ricardinho apanhou o rebote, arriscou de fora da área e a bola passou raspando a trave direita.

Cada vez mais contundente em seus avanços e sem sofrer qualquer resistência, o Guarani continuou cada vez mais perto de abrir o placar. Aos 26′, depois de outra saída errada da defesa do Coxa, Willian Oliveira arriscou e Rafael Martins defendeu com a ponta dos dedos. Na sequência, o escanteio cobrado por Denner encontrou Fabrício e o zagueiro cabeceou para fora.

De tanto insistir, o gol saiu aos 31′ em jogada de duas novidades na equipe. Gabriel Poveda começou a jogada com uma roubada de bola, acionou Denner e depois apareceu na área para receber o passe, bater firme e, em sua estreia como titular na equipe profissional, marcar seu primeiro gol pelo clube.

Mesmo após o gol, o Guarani continuou controlando o jogo e chegando na área adversária com frequência. Só nos minutos finais o Coritiba teve um pouco mais de volume, mas não o suficiente para incomodar.

SEGUNDO TEMPO
Com caras novas no setor ofensivo, o Coritiba equilibrou as ações na volta do intervalo. Quem mais dava trabalho era Alisson Farias. Foi dos pés dele, aos 7′, o lançamento para Guilherme. O meia conseguiu driblar Agenor, armou o chute, mas Fabrício apareceu com um corte providencial para salvar o empate.

Mesmo sem a mesma facilidade do primeiro tempo, o Bugre continuava bem postado e preparado para aproveitar os espaços dados pelo adversário. Aos 18′, o contra-ataque foi letal. Jefferson Nem recebeu de Matheus Anjos, foi abrindo espaço na defesa, invadiu a área e bateu no alto para fazer 2 a 0.

O gol abalou o Coritiba e sua torcida, que começou a deixar o Couto Pereira insatisfeita com o resultado e a atuação do time. Enquanto isso, o Guarani seguia dominando completamente o duelo e criando. Em cobrança de falta, Denner mandou sobre o gol, com perigo, aos 24′, e depois tentou em chute cruzado, aos 27′.

Com a vantagem cômoda no placar e superioridade clara na partida, o Alviverde tratou de administrar o jogo nos minutos finais. Entregue, o Coritiba não teve forças para reagir e viu a invencibilidade sob o comando de Argel Fucks, assim como a chance de acesso, irem para o espaço. Já o Guarani, de pazes feitas com a vitória, mantém o difícil, mas ainda possível sonho de chegar entre os quatro.

FICHA DO JOGO

CORITIBA 0 x 2 GUARANI


Rafael Martins; Leandro Silva, Alan Costa, Rafael Lima e Abner; Vítor Carvalho, Simião (Vinícius Kiss – 30’/2º), Jean Carlos (Alisson Farias – 44’/1º) e Yan Sasse (Chiquinho – intervalo); Guilherme e Alecsandro. Técnico: Argel Fucks.


Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Romário; Willian Oliveira, Ricardinho e Denner (Fabrício Bigode – 33’/2º); Jefferson Nem e Matheus Anjos (Rafael Longuine – 38’/2º); Gabriel Poveda (Caíque – 37’/2º). Técnico: Umberto Louzer.

Gols: Gabriel Poveda, aos 31 minutos do primeiro tempo; Jefferson Nem, aos 18 minutos do segundo tempo.
Renda:
R$ 42.196,00.
Público: 2.723 pagantes.
Local:
Estádio Couto Pereira, em Curitiba.
Data e horário: Sábado, 3 de novembro, às 19h30.
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE).
Cartões amarelos: Vítor Carvalho, Rafael Lima (Coritiba); Matheus Anjos, Fabrício (Guarani)
Cartão vermelho: Guilherme, aos 43 minutos do segundo tempo.

Comentários

comentários