Conecte-se conosco

2ª RODADA – Guarani 2 x 0 Sampaio Corrêa

Foi uma atuação que deu para o gasto, e olhe lá, mas o Guarani conseguiu o grande objetivo, que era a reabilitação na Série B do Campeonato Brasileiro. Em seu primeiro compromisso em casa, o Bugre não jogou bem e contou com gols no final de cada tempo para derrotar o Sampaio Corrêa por 2 a 0, no Estádio Brinco de Ouro, em partida válida pela segunda rodada. Denner e o estreante Guilherme marcaram.

Com três pontos, o Alviverde sobe na tabela de classificação e ganha mais confiança. Sem muito tempo para descansar ou se preparar, a equipe já volta a campo na terça-feira, às 19h15, contra o Atlético-GO, no Estádio Olímpico, em Goiânia.

PRIMEIRO TEMPO
Depois de encher o estádio nos jogos decisivos da Série A2, o torcedor não se empolgou com a primeira partida no Brasileiro. Apesar do anúncio de quase 5 mil pessoas no estádio, a impressão é que havia bem menos, e aqueles que foram apoiar o time da casa se preocuparam com o início de partida. Com apenas dois minutos, o lateral-esquerdo Marcílio foi atingido, deixou o gramado sangrando e foi substituído por Kevin.

Com Denner centralizado e Rondinelly à esquerda, o Guarani não conseguiu encaixar seu jogo no primeiro tempo. O Sampaio Corrêa entrou em campo como havia prometido o técnico Francisco Diá na véspera, deixando o Bugre tocar a bola até o meio-campo. Dali para frente, a marcação era agressiva, o que tirava qualquer conforto dos homens de frente. Lento na transição, pouco agressivo e sem espaço para penetrações, o Alviverde apostou nas finalizações de fora da área. Denner tentou aos 12′ e Andrey pegou em dois tempos.

A primeira jogada bem trabalhada dos donos da casa aconteceu apenas aos 27′. Em troca de passes rápida, Denner acionou Rondinelly, o meia bateu cruzado, mas Caíque não alcançou. Em seguida, um grande susto para os bugrinos. Em chegada do Sampaio pelo meio, a bola sobrou para Marlon. O camisa 10 tentou o chute no ângulo direito e Bruno Brígido se esticou todo para fazer uma defesaça.

Nos minutos finais do primeiro tempo, os dois times deram mais espaço e o confronto ficou aberto, com chances para ambos os lados. Aos 42′, Bruno Moura escapou pela direita e cruzou para Uilliam, totalmente livre, cabecear para fora e perder ótima chance para os visitantes.

A resposta bugrina veio com Denner, que roubou a bola no campo de ataque, conduziu e finalizou na trave esquerda, aos 44′. Quando parecia certo que a partida iria para o intervalo no 0 a 0, o Guarani encontrou o alívio no último lance. Rondinelly cruzou, Denner furou na primeira, mas não desperdiçou a segunda chance e bateu para abrir o placar.

SEGUNDO TEMPO
A vantagem obtida no finalzinho do primeiro tempo permitiu ao Guarani dosar mais o ritmo na etapa complementar. A situação ficou ainda melhor logo aos 5′, quando Lenon puxava contra-ataque em velocidade e foi parado por Kayke, que recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na necessidade de recompor seu sistema defensivo, o Sampaio Corrêa perdeu as referências em velocidade e quem controlou as ações foram os donos da casa.

Satisfeito com o resultado e longe de apresentar um bom desempenho, o Guarani não mostrou apetite para agredir mais e liquidar logo a partida, enquanto o Sampaio, limitado e em desvantagem numérica, não conseguia encontrar alternativas para buscar o empate. Isso deixou o jogo lento, chato e sem qualquer emoção.

E nessa toada a partida foi seguindo, com mais paradas para atendimento de jogadores machucados que chances criadas de gol. Numa preguiça que irritou o torcedor, o Guarani não soube se impor, tampouco aproveitar as oportunidades que teve nos contra-ataques com um a mais em campo, enquanto a equipe visitante não levou perigo a Bruno Brígido em momento algum.

Coube a um estreante a missão de fazer a torcida comemorar novamente. Aos 44′, o meia Guilherme, que havia entrado minutos antes, fez bonita jogada individual e bateu firme no canto para marcar o segundo, liquidar a partida e finalmente sacramentar a primeira vitória do Bugre na Série B.

FICHA DO JOGO

GUARANI 2 x 0 SAMPAIO CORRÊA


Bruno Brígido; Lenon, Philipe Maia, Anderson e Marcílio (Kevin, 2’/1º); Baraka e Ricardinho; Bruno Nazário, Rondinelly (Guilherme, 37’/2º) e Denner; Caíque (Pedro Bortoluzo, 21’/2º). Técnico: Umberto Louzer.


Andrey; Bruno Moura (Diego Silva, 29’/2º), Joécio, Maracás e Kaike; Silva e Willian; Danielzinho (João Vítor, 8’/2º), Marlon e Bruninho (Carlão, intervalo); Uilliam. Técnico: Francisco Diá.

Gols: Denner, aos 48 minutos do primeiro tempo e Guilherme, aos 44 minutos do segundo tempo.
Público: 4.644 pessoas.
Renda: R$ 50.342,00.
Local: Estádio Brinco de Ouro.
Data: Sábado, 21 de abril, às 16h30.
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG).
Cartões amarelos: Rondinelly, Philipe Maia, Lenon (Guarani); Uilliam, Kayke, Silva (Sampaio Corrêa)
Cartão vermelho: Kayke (Sampaio Corrêa), aos 5 minutos do segundo tempo.

Comentários

comentários