Conecte-se conosco

29ª RODADA – Vila Nova 1 x 1 Guarani

O Guarani não conseguiu acabar com o tabu em Goiânia e nem conquistou três vitórias seguidas na Série B do Brasileiro pela primeira vez, mas garantiu um ponto importante na sua luta pelo acesso ao ficar no empate em 1 a 1 com o Vila Nova, na noite desta sexta-feira, no Estádio Serra Dourada, em partida válida pela 29ª rodada. Felipe Rodrigues abriu o placar para o Bugre no primeiro tempo e Rafael SIlva deixou tudo igual na etapa final.

Com o resultado, o Alviverde mantém a boa sequência fora de casa, mas não consegue entrar no G4 – fica na quinta posição, com 45 pontos, mas corre risco de ser ultrapassado pelo Atlético-GO. Na próxima rodada, mais um compromisso fora de casa, contra o São Bento, sexta-feira da semana que vem, às 19h.

PRIMEIRO TEMPO
Com as duas mudanças que já haviam sido antecipadas pelo técnico Umberto Louzer – entradas de Felipe Rodrigues e Fabrício Bigode nos lugares de Kevin e Willian Oliveira, respectivamente -, o Guarani fez um primeiro tempo muito sólido em Goiânia. O começo de jogo foi franco e com os dois times se arriscando. O Bugre tentou com menos de um minuto em finalização de Bruno Mendes e o Vila Nova respondeu aos 7′ com Mateus Anderson, que recebeu cruzamento de Alan Mineiro e bateu na rede pelo lado de fora.

Aos 16′, todo o Serra Dourada ficou sem luz devido ao estouro de um transformador fora do estádio – já havia acontecido um apagão cerca de três horas antes de a bola rolar. A paralisação durou 27 minutos até que a energia fosse completamente restabelecida e os refletores ficassem acesos novamente.

Quando a bola voltou a rolar, os donos da casa esboçaram uma pressão, mas aos poucos o Bugre foi tomando conta da partida. Com bastante volume pelo lado direito, o Alviverde começou a criar boas oportunidades. Após cobrança de escanteio de Rafael Longuine, Felipe Rodrigues desviou de cabeça e quase fez. De fora da área, Matheus Oliveira e Fabrício Bigode também levaram perigo. O meia exigiu boa defesa de Mateus Pasinato, enquanto o chute do volante passou perto da trave direita.

O bom momento do Guarani na partida foi premiado quando o relógio apontava 40 minutos de bola rolando. Em cobrança de falta de Matheus Oliveira, Felipe Rodrigues apareceu nas costas da defesa totalmente livre de marcação e completou de primeira para abrir o placar.

SEGUNDO TEMPO
O Guarani voltou do intervalo na mesma pegada do primeiro tempo. Melhor em campo, a equipe teve duas boas oportunidades de ampliar o marcador em 10 minutos. Aos 2′, Matheus Oliveira recebeu de Jefferson Nem finalizou e, após desvio em Wesley Matos, a bola quase enganou Mateus Pasinato. Em cobrança de falta, Rafael Longuine quase acabou com o jejum, mas o chute colocado passou por cima do travessão.

O momento do jogo era totalmente favorável ao Bugre e o Vila Nova, assustado, errava em excesso e isso causou descontentamento na torcida. Mas se até então tinha um desempenho praticamente impecável, principalmente na marcação, o Alviverde foi castigado no primeiro erro mais grave, aos 15′. Alan Mineiro recebeu pelo lado esquerdo e fez passe preciso para Rafael Silva, que aproveitou a desatenção da defesa para desviar de cabeça e empatar a partida.

O gol definitivamente acordou os donos da casa e o controle do jogo mudou de mãos. A facilidade que o Guarani tinha para trabalhar a bola passou a não existir mais e foi necessário segurar a empolgação dos goianos. Mais incisivo, o Vila partiu para cima e por muito pouco não virou aos 24′. Após cobrança de falta de Alan Mineiro, Geovane desviou e acertou a trave. Na sobra, Moacir arriscou de fora da área e o chute passou muito perto.

Com Bruno Xavier, Caíque e Rondinelly, Umberto Louzer mexeu em três de suas peças do setor ofensivo na esperança de tentar retomar o controle da partida. Com as alterações, o Bugre conseguiu sair do sufoco e equilibrar as ações. Os últimos minutos foram de um duelo aberto, em que qualquer time poderia garantir a vitória. Pelos lados, o Alviverde criou duas chances e os donos da casa responderam com Geovane, em chute de fora que deu trabalho a Agenor. Apesar da insistência dos dois times, o placar não foi mais alterado.

FICHA DO JOGO

VILA NOVA 1 x 1 GUARANI

 

 

 

 

Mateus Pasinato; Moacir, Wesley Matos, Naylhor e Diego Giaretta; Geovane e Washington; Lucas Braga (Alex Henrique – intervalo), Alan Mineiro e Mateus Anderson (Léo Itaperuna – 38’/2º); Rafael Silva (Elias – 25’/2º). Técnico: Hemerson Maria.


Agenor; Felipe Rodrigues, Philipe Maia, Fabrício e Pará; Fabrício Bigode e Ricardinho; Matheus Oliveira (Caíque – 25’/2º), Rafael Longuine (Rondinelly – 32’/2º) e Jefferson Nem (Bruno Xavier – 20’/2º); Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.

Gols: Felipe Rodrigues, aos 40 minutos do primeiro tempo; Rafael Silva, aos 15 minutos do segundo tempo
Público:
12.269 pessoas
Renda:
R$ 116.645,00
Local:
Estádio Serra Dourada
Data e horário: Sexta-feira, 28 de setembro, às 21h30
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG)
Cartões amarelos: Philipe Maia, Felipe Rodrigues e Bruno Mendes (Guarani); Rafael Silva, Naylhor, Washington, Léo Itaperuna (Vila Nova)

Comentários

comentários