Conecte-se conosco

21ª RODADA – Sampaio Corrêa 0 x 2 Guarani

Foi uma atuação bastante burocrática e com uma falta de apetite até inexplicável no segundo tempo, mas o Guarani, dessa vez, não vacilou e alcançou a reabilitação na Série B do Brasileiro. O Bugre aproveitou a falta de qualidade do vice-lanterna Sampaio Corrêa e, com um a mais durante toda a etapa complementar, venceu por 2 a 0, neste sábado à noite, no Estádio Castelão, em São Luís, pela 21ª rodada do torneio. Matheus Oliveira e o estreante Bruno Xavier marcaram os gols.

Com o resultado, o Alviverde subiu para a sétima colocação na tabela, com 32 pontos, a apenas um do Goiás, que fecha o G4. O time também manteve o bom momento fora de casa, afinal esse foi o quarto resultado positivo como visitante nos últimos seis jogos. Na próxima terça-feira, em dia de rodada cheia da Série B, a equipe volta a campo para enfrentar o Atlético-GO, às 21h30, no Brinco de Ouro, em duelo direto pelas primeiras posições.

PRIMEIRO TEMPO
Com cinco novidades confirmadas na equipe titular – o goleiro Agenor, o zagueiro Fabrício, o volante Fabrício Bigode, o meia Jefferson Nem e o atacante Marcão – o Guarani dominou o primeiro tempo quando quis. O Bugre optou por começar a partida num ritmo mais cadenciado, trabalhando a bola e explorando os espaços dados pelo adversário.

Depois de Matheus Oliveira e Willian Oliveira assustarem em tentativas de fora da área, não demorou muito tempo para a estratégia dos visitantes dar certo e a equipe abrir o placar aos 13′. Pará fez o cruzamento pela esquerda, a bola passou por todo mundo e encontrou Matheus Oliveira totalmente livre de marcação. O meia teve calma para dominar, ajeitar e bater no cantinho esquerdo para fazer 1 a 0.

Diante de um rival bastante limitado e pressionado pela má fase, o Alviverde teve ótima oportunidade de ampliar a vantagem aos 20′. Matheus Oliveira começou a jogada e serviu Jefferson Nem. O estreante bateu firme de fora da área, Busatto deu rebote e, na sobra, Rafael Longuine finalizou em cima do goleiro.

Quando dava a impressão de que aproveitaria o momento favorável no jogo, o Guarani diminuiu drasticamente o ritmo e fez questão de esfriar a partida. Trabalhando muito a bola no campo de defesa, perdeu o apetite e atraiu o Sampaio Corrêa. Se faltava qualidade, os donos da casa tentaram na dedicação e começaram a dar trabalho a Agenor. Depois de duas defesas tranquilas, o goleiro apareceu bem aos 32′, ao mandar para fora finalização de Bruninho.

Apesar da acomodação, o Bugre ainda ganhou mais uma vantagem já no finalzinho da primeira etapa quando Willian Oliveira, que já tinha cartão amarelo, derrubou Marcão e foi expulso de campo. Na cobrança de falta, Pará quase fez o segundo, mas Busatto se esticou e jogou a bola pela linha de fundo.

SEGUNDO TEMPO
O Guarani voltou do intervalo com o objetivo de controlar as ações, obrigar o Sampaio Corrêa se expor e, assim, aproveitar a superioridade numérica. Com bastante posse de bola, o Bugre fez o adversário correr, mas ao invés de pressionar em busca do segundo gol, continuou cozinhando a partida e deixando o tempo passar.

A falta de iniciativa dos visitantes deu a oportunidade do time maranhense sonhar com o empate, mas o excesso de erros no último passe impediu que qualquer chance mais clara fosse criada. O Alviverde só foi encaixar um bom contra-ataque aos 17′. Rafael Longuine acionou Matheus Oliveira, o meia passou pela marcação, mas bateu rente à trave esquerda.

O roteiro da partida foi seguindo na mesma toada. O Guarani com a bola, mas extremamente burocrático e trocando passes à exaustão sem nenhuma objetividade. A postura imperdoável do time em não matar o jogo quase foi castigada aos 30′, quando Jocinei cobrou falta com violência e acertou a trave esquerda de Agenor. O meio-campista do Sampaio tentou mais uma vez na bola parada aos 35′, mas dessa vez Agenor pegou.

O Bugre parecia não querer marcar o segundo, mas o adversário resolver dar uma força e tanto e, aos 38′, os visitantes finalmente liquidaram a fatura. O lance começou no erro de saída de bola de Julinho. A bola sobrou para Bruno Xavier, o estreante ajeitou para canhota, encheu o pé e Busatto não conseguiu segurar. A equipe ainda teve pelo menos mais duas chances boas de ampliar o resultado, mas não aproveitou.

FICHA DO JOGO

SAMPAIO CORRÊA 0 x 2 GUARANI


Busatto; Bruno Moura, Rogério, Maracás e Julinho; Willian Oliveira e Diego Silva; João Paulo (Misael – 19’/2º), Matheusinho (Jocinei – 31’/1º) e Bruninho; Alison (Uilliam – intervalo). Técnico: Paulo Roberto Santos.


Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Pará; Willian Oliveira e Fabrício Bigode; Matheus Oliveira (Rondinelly – 36’/2º), Rafael Longuine e Jefferson Nem (Bruno Xavier – 17’/2º); Marcão (Bruno Mendes – 28’/2º). Técnico: Umberto Louzer.

Gols: Matheus Oliveira, aos 13 minutos do primeiro tempo e Bruno Xavier, aos 38 minutos do segundo tempo.
Renda: R$ 37.315,00.
Público: 4.830 pessoas.
Local: Estádio Castelão, em São Luís.
Data e horário: Sábado, 18 de agosto, às 19h.
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI).
Cartões amarelos: Diego Silva, Willian Oliveira, Alison, Maracás e Rogério (Sampaio Corrêa); Willian Oliveira, Rafael Longuine e Philipe Maia (Guarani)
Cartão vermelho: Willian Oliveira, aos 44 minutos do primeiro tempo.

Comentários

comentários