Conecte-se conosco

17ª RODADA – Paysandu 1 x 0 Guarani

O Guarani que reabilita adversários em má fase deu as caras novamente. Depois de perder do Figueirense, que não vencia há quatro jogos, nesta terça-feira o Bugre voltou a fazer a alegria de outro adversário. Foi o Paysandu, que após oito partidas de jejum, se aproveitou de uma atuação sofrível do Alviverde para ganhar de 1 a 0, no Estádio da Curuzu, em Belém, pela 17ª rodada da Série B do Brasileiro. Mike, no segundo tempo, anotou o único gol do jogo.

Foi a segunda derrota seguida do Guarani, que agora não conseguirá alcançar a meta estipulada pela comissão técnica de terminar o primeiro turno com pelo menos 30 pontos. Estacionado nos 23, o Bugre ainda perdeu uma posição e agora é o 11º. No sábado, às 16h30, entra em campo pressionado para enfrentar o Brasil de Pelotas, no Brinco de Ouro.

PRIMEIRO TEMPO
Com a mesma formação pela quarta rodada consecutiva, o Guarani fez um primeiro tempo mais conservador em Belém. Ciente das limitações e da necessidade do adversário, o Bugre buscou ser sólido defensivamente e explorar os erros do Paysandu. Quem quase deu um gol de presente, porém, foi Edson Silva. Logo aos 5′, o zagueiro desviou para trás uma cobrança de falta e quase fez contra.

Disputado no meio, mas marcado por muitos erros de passe e pouca criatividade na construção das jogadas, a partida se desenrolou com os donos da casa tendo a bola e tomando a iniciativa, mas sem volume ofensivo, tendo obrigado Oliveira a fazer apenas uma intervenção mais difícil.

O Alviverde tinha até certo espaço, mas não conseguia executar os contra-ataques com precisão. Apesar disso, as duas principais chances da etapa inicial estiveram nos pés dos bugrinos, com Bruno Mendes. Aos 26′, o atacante recebeu cruzamento, dominou e bateu para defesa de Renan Rocha. Aos 44′, o passe foi de Ricardinho, o camisa 9 ainda se livrou do marcador, mas parou novamente no goleiro do Paysandu.

SEGUNDO TEMPO 
O Paysandu aumentou a pressão após o intervalo, o jogo voltou mais animado e com boas possibilidades para os donos da casa. Thomaz era quem mais levava perigo. Aos 3′, o meia arriscou de fora da área e mandou por cima. Cinco minutos depois, tentou uma bicicleta e obrigou Oliveira e saltar no cantinho para evitar o gol. O Guarani respondeu em seguida. Bruno Mendes recebeu de Matheus Oliveira e chutou sobre o gol.

Melhor em campo e tentando insistentemente o gol, o Papão foi premiado aos 15′, não sem nova contribuição decisiva do sistema defensivo bugrino. Após cruzamento de Thomaz, Oliveira saiu da meta, não achou nada e Mike ganhou de Edson Silva no alto para tocar de cabeça e abrir o placar.

Em desvantagem no marcador, o Alviverde se viu obrigado a mudar de estratégia e se expor com mais frequência. Erik e Guilherme foram opções do técnico Umberto Louzer, mas as mexidas não melhoraram o time.

Além de pouco oferecer perigo, o Bugre ainda dava generosos espaços lá atrás e tomava sustos. Em um espaço de três minutos, entre os 25′ e os 27′, Oliveira teve que fazer duas intervenções em chances de Mike e Pedro Carmona.

Com Marcão no lugar de Ricardinho, o Guarani se abriu de vez em busca do empate, mas voltou a apresentar as mesmas deficiências já vistas em outros jogos em que o time estava atrás no marcador. Apesar da posse de bola, faltou agressividade e objetividade para a equipe.

Nos instantes finais, o Bugre foi para o tudo ou nada e teve a chance da partida aos 48 minutos. Após cruzamento de Pará, Marcão cabeceou forte e Renan Rocha operou um milagre ao se esticar todo no canto esquerdo. No rebote, a bola caiu nos pés de Rafael Longuine, mas ele isolou a oportunidade derradeira da equipe.

FICHA DO JOGO

PAYSANDU 1 x 0 GUARANI


Renan Rocha; Willyam (Matheus Dias – 28’/2º), Edimar, Diego Ivo e Mateus Müller (Diego – 12’/2º); Nando Carandina; Moisés (Mike – intervalo), Renato Augusto, Pedro Carmona e Claudinho; Thomaz. Técnico: Guilherme Alves.


Oliveira; Kevin, Éverton Alemão, Edson Silva e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho (Marcão – 30’/2º); Matheus Oliveira (Guilherme – 21’/2º), Rafael Longuine e Denner (Erik – 14’/2º); Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.

Gol: Mike, aos 15 minutos do segundo tempo.
Público:
4.670 pessoas.
Renda:
R$ 65.800,00
Local:
Estádio da Curuzu, em Belém.
Data e horário: Terça-feira, 24 de julho, às 20h30.
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO).
Cartões amarelos: Moisés e Thomaz (Paysandu); Éverton Alemão, Bruno Mendes, Edson Silva, Ricardinho (Guarani)

Comentários

comentários