Conecte-se conosco

3ª RODADA – São Bernardo 2 x 1 Guarani

O Guarani saiu de Campinas disposto a mostrar sua força como visitante, mas volta para casa preocupado após outro tropeço e uma atuação ruim fora de casa. Apresentando problemas semelhantes ao da estreia, o Bugre perdeu para o São Bernardo por 2 a 1, na noite desta terça-feira, no Estádio Primeiro de Maio. Todos os gols foram anotados no segundo tempo – Alvinho e Ewerton Ageu marcaram para o Bernô e Denner, já no finalzinho, descontou para o alviverde.

Com o segundo tropeço longe de seus domínios, o Guarani fica estacionado nos 3 pontos e corre o risco de perder algumas posições no complemento da rodada desta quarta-feira. Na sexta, às 19h, o time tenta nova reabilitação em partida contra o Água Santa, no Brinco de Ouro.

PRIMEIRO TEMPO
Com 30 segundos de bola rolando, o Guarani já teve a primeira impressão do que estava por vir. Alvinho, que mais adiante levaria a defesa bugrina à loucura, recebeu, abriu espaço e arriscou, mas Bruno Brígido espalmou. O começo de jogo foi de domínio dos donos da casa, que seguiram atacando e levando perigo. Aos 11’, Willian Lira recebeu cruzamento e cabeceou para defesa segura do goleiro bugrino. Alvinho, de voleio, também assustou.

A bola não parava no ataque do Guarani. Com a transição muito lenta e mal organizado ofensivamente, o Bugre se valia de bolas longas. Bruno Nazário e Erik eram facilmente anulados, enquanto Rondinelly não conseguia articular o jogo e Bruno Mendes ficava isolado.

Sem qualquer agressividade e com o meio-campo dominado pelo adversário, o alviverde só conseguiu chegar bem na bola parada, aos 31’. Bruno Nazário cobrou escanteio, Lucas Kal subiu com liberdade e cabeceou para fora.

SEGUNDO TEMPO
Alvinho teve a primeira chance do jogo e parou em Bruno Brígido. No segundo tempo, o goleiro não teve o que fazer. Aos 2’, Erik tinha bola dominada, mas vacilou no campo de defesa e deixou a defesa bugrina desorganizada. Após boa troca de passes, Alvinho recebeu e foi travado na primeira tentativa. Na segunda, o chute no cantinho direito não teve defesa e o São Bernardo abriu o placar.

Só depois de levar o gol é que o Guarani abandonou a postura conservadora e resolveu se arriscar mais. Em raríssima jogada individual, Erik conduziu, passou pela marcação e, quando teve espaço, arriscou, mas a bola parou na trave esquerda, aos 9’. Um pouco mais ligado no jogo, o Bugre chegou de novo aos 16’. Ricardinho experimentou de fora da área e o goleiro Daniel jogou para escanteio.

Preparado para contra-atacar, o São Bernardo esperava um erro adversário para dar o bote. Bastou o Guarani falhar para o placar ser ampliado, aos 25’. Marcílio perdeu a bola e o Bernô ligou rápido contra-ataque. A redonda caiu nos pés de Alvinho, que passou como quis por Lucas Kal e bateu rasteiro para a área. Ewerton Ageu, que acabara de entrar, apareceu com liberdade e completou para o gol vazio: 2 a 0.

O lance abalou de vez os jogadores bugrinos. Umberto Louzer promoveu mudanças, mas o time não conseguia reagir. Satisfeito, o São Bernardo administrou o resultado, ganhou tempo, mas no fim, o Guarani ainda conseguiu descontar. Em jogada iniciada por Gabriel Leite, Lenon fez o cruzamento e Denner, de primeira, bateu para marcar um belo gol, mas que acabou não alterando o desfecho da partida.

FICHA DO JOGO

SÃO BERNARDO 2 x 1 GUARANI

SÃO BERNARDO
Daniel; Edvan, Dogão, Douglas e Fernando Júnior; Matheus Jussa, Thiago César, Judson (Ricardinho, 22/2º) e Francismar (Ewerton Ageu, 22/2º); Alvinho e Willian Lira (Guilherme Noé, 34/2º). Técnico: Wilson Júnior.

GUARANI
Bruno Brígido; Lenon, Lucas Kal, Willian Rocha e Marcílio; Baraka e Ricardinho (Denner, 35/2º); Bruno Nazário, Rondinelly (Gabriel Leite, 21/2º) e Erik; Bruno Mendes (Pedro Bortoluzo, 40/2º). Técnico: Umberto Louzer.

Gols: Alvinho, aos dois minutos, Ewerton Ageu, aos vinte e cinco minutos e Denner, aos quarenta e sete minutos do segundo tempo.
Local: Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo.
Público: 945 pagantes.
Renda: R$ 6.570,00.
Árbitro: Rafael Gomes Félix da Silva.
Cartões amarelos: Não houve.

Comentários

comentários