Conecte-se conosco

Coletivas

Poveda destaca motivação para últimos jogos: ‘Mostrar serviço’

Atacante espera sequência como titular para terminar a temporada em alta

Poveda tem contrato até fevereiro do ano que vem e espera permanecer para disputar a Série A1 do Paulista de 2019 (Foto: Letícia Martins/Guarani Press)

As últimas três rodadas não vão mudar o futuro do Guarani na Série B do Brasileiro, mas para o elenco esses jogos não servem apenas para cumprir tabela. De olho no ano que vem, é uma oportunidade de terminar a temporada em alta e ganhar mais confiança para 2019. É o que pensa Gabriel Poveda. Depois de conquistar a titularidade e marcar seu primeiro gol pelo clube, o jovem atacante quer aproveitar a sequência para continuar mostrando serviço.

O técnico Umberto Louzer ainda não definiu se escalará o que tem de melhor à disposição ou se fará algumas experiências, mas a tendência é que Poveda receba mais chances de vestir a camisa 9 e, se for bem, tem tudo para finalizar o ano como o centroavante titular.

“A gente é funcionário do clube. Somos jogadores e em todas as partidas temos que jogar da mesma maneira.A motivação é a de mostrar serviço. Joguei pouco no campeonato e vou encarar as últimas rodadas como se ainda brigasse por alguma coisa. Importante esses últimos jogos para mostrar serviço”, disse o jogador em entrevista coletiva nesta quinta-feira. “Alguns acabam contrato no final do ano e precisam mostrar para continuar. O Paulista ano que vem é mais exigente e todos aqui estão com esse pensamento de mostrar serviço”.

O atacante também falou sobre o sentimento do grupo após o empate com o Figueirense. Depois de recuperar o ânimo com a vitória sobre o Coritiba, o resultado do jogo seguinte encerrou as chances de acesso. “A gente ainda tinha esperança pela forma como o time se comportou, mas depois do jogo contra o Figueirense lógico que bateu o desânimo porque todos acreditavam”.

Com contrato válido até 16 de fevereiro do ano que vem, Poveda ainda não teve conversas com o clube para renovar e, assim como boa parte do elenco, aguarda a definição sobre a cogestão do futebol para então decidir o futuro. O desejo, no entanto, é poder defender a camisa bugrina em 2019.

“Vou deixar acontecer. Sou muito grato ao Guarani, quero continuar aqui e espero terminar o ano melhor do que estou agora. Espero passar uma boa impressão e jogar a Série A1 do Paulista, que tem uma visibilidade incrível”.

Comentários

comentários

Mais em Coletivas