Conecte-se conosco

Coletivas

De volta ao time, Maia pede: ‘Temos que ter ganância para vencer’

Zagueiro, que cumpriu suspensão contra o São Bento, encara que jogo contra o Avaí é visto como decisão

De volta ao time depois de cumprir suspensão, zagueiro Philipe Maia durante treino do Guarani (Foto: Letícia Martins/ Guarani Press)

De volta ao time depois de cumprir suspensão na derrota para o São Bento na última sexta-feira, o zagueiro Philipe Maia pediu para o Bugre ter a “ganância de vencer” os jogos nesta reta final do Campeonato Brasileiro da Série B.

“A gente tem esse sentimento ( de vitórias). Um tempo atrás a defesa passou a ser contestado, resolvemos em conjunto. Vencemos os jogos em conjunto. Temos que ter a ganância para fazer os gols e vencer os jogos. Temos que dar o nosso melhor. Como grupo, vamos conseguir as vitórias”, disse.

O jogador acredita que se o Alviverde possui todas as condições para entrar no G-4 e garantir uma vaga à Série A do Campeonato Brasileiro, onde o Bugre não atua desde 2010.

“Infelizmente ainda não pisamos e ficamos, está desenhando para isso. Temos totais condições de fazer isso. É uma equipe agressiva, quando entrarmos, vamos entrar para ficar”, explicou.

“Acredito que sábado é uma decisão. Nossa equipe está pronta para jogar. Os três pontos vão fazer a gente brigar ainda mais. É preciso vencer” – Philipe Maia

No entanto, antes de imaginar um lugar entre os quatro melhores times do campeonato, os comandados do técnico Umberto Louzer terão de vencer o Avai, no próximo sábado, às 16h30, no Brinco. Maia encara essa partida como uma decisão para o futuro do time.

“Se você pegar os últimos quatro ou cinco anos, o Avaí conquistou o acesso em duas oportunidades. Essa fase do campeonato pesa a favor de quem já viveu isso. Ele – Geninho, treinado do rival – sabe administrar o grupo. Foi o cara que me lançou ao futebol. Temos a consciência de que o empate ou a derrota não servem. Só os três pontos nos interessam”, afirmou.

O Guarani ocupa a quinta posição na tabela com 45 pontos, três a menos que o Avaí, time que ocupa a última vaga para à primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

 

Comentários

comentários

Mais em Coletivas