Conecte-se conosco

Notícias

Com dois acessos na bagagem, Romário dá ‘receita’ ao Guarani

Lateral-esquerdo subiu com Atlético-GO e Ceará e vê Bugre no caminho certo

Romário disse que o fato de o time estar entre os primeiros colocados facilita na busca pelo sprint final: 'o Guarani está no caminho certo, não deixou o pelotão de cima se distanciar muito' (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

Na sua última busca por reforços nessa reta final da Série B do Brasileiro, o Guarani foi atrás de um jogador capaz de ajudar a acertar a lateral-esquerda e ao mesmo tempo encontrou alguém cuja experiência pode ser importante na tentativa do time em alcançar um lugar na primeira divisão. Nas últimas duas temporadas, Romário fez parte dos elencos de Atlético-GO e Ceará e tem a ‘receita’ para, no Bugre, repetir mais uma vez a dose.

Os dois acessos tiveram características diferentes. O time goiano, em 2016, teve uma campanha sólida de ponta a ponta no campeonato e sempre permaneceu no G4. Após a 26ª rodada, por exemplo, era o vice-líder, com 48 pontos, nove à frente do quinto colocado. Depois, embalou ainda mais e, além do acesso, ainda conquistou o título do torneio.

Já o desempenho do Ceará em 2017 se assemelha um pouco ao que faz o Guarani atualmente. Apesar de altos e baixos, o Vozão sempre ficou beirando o G4 e na cola dos líderes. Após 26 partidas, aparecia no quinto lugar, com 45 pontos e a apenas três do G4. Duas rodadas depois, a equipe cearense entrou no grupo dos quatro primeiros para depois não sair mais.

Romário foi peça importante nesses dois momentos, afinal disputou 27 das 38 rodadas pelo Atlético-GO e esteve em campo em 32 jogos com a camisa do Ceará. Na visão do lateral-esquerdo, o equilíbrio é uma das principais marcas da Série B e nesse ano não tem sido diferente.

“A Série B é um dos campeonatos mais equilibrados e, de todos os anos que acompanhei e pude jogar, só em 2016 não foi assim. Acho que não importa como você começa, mas como termina”, diz o jogador, que vê o Guarani ainda em situação favorável nesse desafio. “O Guarani está no caminho certo, não deixou o pelotão de cima se distanciar muito. E para dar o sprint final, o Guarani tem o diferencial, que é o grupo unido. Todo mundo corre e pensa pelo mesmo objetivo. Assim, a tendência de sair vencedor é muito maior”.

Na 7ª posição, com 38 pontos, o Bugre busca mais oito para definir sem sustos a permanência na segunda divisão e depois poder sonhar com algo a mais. As próximas duas partidas, ambas no Estádio Brinco de Ouro, são fundamentais nesse sentido e só vitórias contra o Juventude, na quinta-feira, às 21h, e depois contra o vice-líder CSA, são suficientes para manter essa ‘chama acesa’.

Comentários

comentários

Mais em Notícias