Conecte-se conosco

Coletivas

Romário refuta pressão na lateral-esquerda: ‘Gosto de desafios’

Reforço elogia concorrentes e destaca projeto do clube como decisivo em negociação

Romário explicou as saídas prematuras de Santos e Ceará: 'quando vejo que não estou tendo oportunidade, prefiro sair e procurar outro lugar' (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

Em 2018, Romário teve duas oportunidades de fazer plantel dos elencos de clubes da Série A, mas vai terminar a temporada jogando a Série B do Brasileiro. Para muitos, o que pode significar um passo atrás na carreira, surge como oportunidade para o lateral-esquerdo, que preferiu deixar para trás a reserva no Santos e no Ceará em busca de seu espaço com a camisa do Guarani. Mais uma peça para um dos setores mais contestados nos últimos anos, ele chega sem se preocupar com a pressão e pronto para o desafio.

Depois de um 2017 de destaque, com acesso na segunda divisão pelo Ceará, Romário teve a chance de iniciar a atual temporada no Santos. Na Vila Belmiro, porém, foram apenas duas partidas. Sem a sequência que esperava, optou por voltar a onde havia se destacado, mas na segunda passagem em Fortaleza não repetiu o sucesso e, após 18 jogos, negociou sua saída.

A conversa com o Guarani foi rápida, produtiva e o acerto não demorou. “A expectativa é a melhor possível. Sou do tipo de jogador que gosta muito de desafios. Quando a diretoria entrou em contato comigo e passou projetos e objetivos do clube, não pensei duas vezes. Vim com o objetivo de poder ajudar o clube a chegar na Série A”, disse o jogador durante apresentação nesta terça-feira.

O lateral-esquerdo prefere não olhar para o passado e destaca a possibilidade de continuar melhorando. O fato de não se acomodar em um clube grande ou se acostumar em não atuar não faz parte do perfil do atleta. “Cheguei no Santos e as coisas não estavam bem. No Ceará, não foi diferente”, explica. “Por não gostar de ficar acomodado, vou tentando buscar meu espaço em outros lugares. Se fosse acomodado, poderia estar no Santos até agora. Quando vejo que não estou tendo oportunidade, prefiro sair e procurar outro lugar”.

No Guarani, Romário chega para brigar pela titularidade na lateral-esquerda. Por mais que Pará tenha conquistado a posição durante a Série B, ainda há desconfiança. O novo reforçou elogiou os companheiros e destacou uma disputa sadia em prol do clube.

“Sei que o Pará é um grande lateral por muitos anos jogando contra. O Marcílio tem história e é vencedor no clube. Todo mundo passa por fases difíceis dentro do clube. Não só no Guarani existem laterais questionados. A melhor forma de passar isso é trabalhando, trazendo vitórias. A partir do momento que os resultados chegam, ninguém vai questionar”.

Regularizado no último dia de inscrições, Romário vem treinando com o restante do elenco desde semana passada e poderá ser relacionados pelo técnico Umberto Louzer pela primeira vez na partida de quinta-feira, contra o Juventude, às 21h, no Brinco de Ouro, pela 27ª rodada da Série B do Brasileiro.

Comentários

comentários

Mais em Coletivas