Conecte-se conosco

Notícias

Guarani x Coritiba: Em casa, Bugre mira entrada no G4

Bola rola no Brinco de Ouro, pela 15ª rodada da Série B, a partir das 18h desta segunda-feira

Guarani volta a atuar no Brinco de Ouro após três empates consecutivos: vitória em casa deixa o time provisoriamente no grupo dos quatro primeiros (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

O Guarani ainda não convenceu e sofre com a irregularidade, mas pode, nesta segunda-feira, ainda que de maneira provisória, sentir pela primeira vez o gostinho de ocupar o G4 da Série B do Brasileiro. O objetivo que até algumas partidas atrás parecia distante se tornará realidade com uma vitória no confronto direto contra o Coritiba, às 18h, no Brinco de Ouro, pela 15ª rodada.

Com 20 pontos, o Bugre ocupa a 9ª posição e, caso consiga o resultado positivo, iguala a pontuação e o número de vitórias do próprio Coritiba, quarto colocado, e também do Vila Nova, que é o terceiro, mas levaria vantagem no saldo de gols, que é o segundo critério de desempate. Dessa forma, a equipe entra no grupo dos quatro primeiros pelo menos até o complemento da rodada, que acontece entre quinta-feira e sábado.

O compromisso também é importante para a equipe sob outros dois aspectos. Apesar de ter a quarta melhor campanha como mandante, o Alviverde vem de três empates consecutivos em casa e quer recuperar a força no Brinco. Além disso, é a chance do time vencer duas seguidas pela primeira vez no campeonato.

“Esse aspecto de vencer dois jogos seguidos é muito importante. Aconteceu isso conosco na Série A2, emendamos uma boa sequência, fomos lá pra cima na tabela e conseguimos nos manter. Continuamos aprimorando todos os detalhes diariamente para chegar nesse bolo da frente e não sair mais” – Umberto Louzer

Para a partida, o técnico bugrino tem a inédita oportunidade de repetir a escalação em jogos seguidos, mas essa possibilidade não está confirmada porque o zagueiro Philipe Maia, suspenso na última rodada, foi testado entre os titulares, assim como Éverton Alemão, seu substituto na vitória sobre o Oeste. Essa é, portanto, a única dúvida na formação titular

Os únicos atletas ainda indisponíveis são aqueles que chegaram recentemente, mas não vão poder atuar por questões físicas, caso do atacante Marcão ou porque ainda não estão regularizados, como acontece com o zagueiro Ferreira e o volante Fabrício.

Já a lista de jogadores pendurados com dois cartões amarelos conta com o lateral-direito Kevin e os atacantes Bruno Mendes e Caíque. Em caso de uma nova advertência, eles não poderão atuar no jogo contra o Figueirense, marcado para o dia 17 de julho, mais uma vez no Brinco de Ouro.

O ADVERSÁRIO
Na quarta posição, o Coritiba vai a campo nesta segunda-feira com o objetivo de defender sua posição no G4 e com chance de diminuir a diferença para o líder Fortaleza. O principal desafio da equipe paranaense, porém, é o retrospecto ruim jogando fora de casa. Como visitante, o Coxa tem a segunda pior campanha da Série B, com quatro empates e três derrotas em sete jogos.

Para o confronto em Campinas, o técnico Eduardo Baptista promoverá modificações na equipe. Após receber o terceiro cartão amarelo na última rodada, o lateral-direito Leandro Silva dá lugar a Vinícius Kiss. Por outro lado, o treinador volta a contar com o zagueiro Thalisson Kelven, que cumpriu suspensão e o lateral-esquerdo Willian Matheus, recuperado de um problema muscular. No meio, Simião é cotado para entrar na equipe e formar uma trinca de volantes com Vítor Carvalho e Uilliam Correia e, no ataque, Bruno Moraes deve ganhar oportunidade.

INGRESSOS
Para a partida desta segunda-feira, o Guarani manteve o padrão no preço das entradas, mas terá outra vez o tobogã fechado por motivos econômicos, afinal nas últimas quatro partidas em casa foram registrados prejuízos. Na cabeceira sul, os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Na vitalícia e no tobogã inferior, o preço é de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Para a vitalícia, além do ingresso, é cobrado também R$ 30 pelo acesso. Torcedor com a camisa do clube paga meia-entrada em todos os setores. Já os participantes do sócio-campeão poderão ficar nas vitalícias com o fechamento do tobogã.

ARBITRAGEM
O trio de arbitragem é do Rio Grande do Sul. Jean Pierre Gonçalves Lima apita o jogo, auxiliado por Leirson Peng Martins e Lúcio Beiersdorf Flor. Nascido em Pelotas, o árbitro tem 38 anos e está no quadro da CBF desde 2009. Na atual temporada, ele já trabalhou 17 partidas, contando Campeonato Gaúcho, Copa do Brasil e as Séries A, B e D do Campeonato Brasileiro. Pela segunda divisão, o árbitro tem apenas uma aparição. Foi em Atlético-GO 3 x 2 Criciúma.

RETROSPECTO
Únicos times da Série B com um título da elite brasileira no currículo, Guarani e Coritiba já se enfrentaram 22 vezes, com ligeira vantagem para o Bugre, que tem nove vitórias, contra oito do adversário, além de cinco derrotas. A equipe campineira balançou a rede 19 vezes e os paranaenses marcaram 16 gols.

No Brinco de Ouro, a supremacia bugrina é ainda maior. Em 12 jogos, são sete vitórias, três empates e duas derrotas. O último encontro entre os clubes aconteceu em 5 de setembro de 2016, pela Série B. No Brinco de Ouro, o Guarani venceu por 1 a 0, com gol do atacante Edmílson.

FICHA DO JOGO

GUARANI x CORITIBA


Oliveira; Kevin, Philipe Maia (Éverton Alemão), Edson Silva e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho; Matheus Oliveira, Rafael Longuine e Denner; Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.


Wilson; Vinicius Kiss, Thalisson Kelven, Alex Alves e William Matheus; Vitor Carvalho, Uillian Correia, Simião e Guilherme Parede; Alisson Farias e Bruno Moraes. Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Estádio Brinco de Ouro.
Data e horário: Segunda-feira, 9 de julho, às 18h.
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).
Auxiliares: Leirson Peng Martins e Lucio Beiersdorf Flor.

Comentários

comentários

Mais em Notícias