Conecte-se conosco

Notícias

Eduardo Baptista cogita Coritiba mais cauteloso no Brinco

Técnico mantém mistério, mas formação com três volantes foi testada durante a semana

Na capital paranaense, Coritiba encerrou neste domingo a preparação antes da viagem para Campinas: dúvida no meio-campo pode alterar forma de atuar (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba ainda não venceu fora de casa na Série B do Brasileiro, mas, de acordo com uma das formações testadas por Eduardo Baptista, esse jejum não deverá ser suficiente para fazer com a equipe se exponha mais na partida contra o Guarani. Embora não tenha confirmado a escalação, o técnico do Coxa cogita utilizar um esquema com três volantes na partida desta segunda-feira, às 18h, no Brinco de Ouro.

Mudanças no time são certas, afinal o zagueiro Thalisson Kelven volta após cumprir suspensão e o lateral-esquerdo William Matheus também tem presença garantida depois de se recuperar de um problema muscular. Desfalque confirmado é do lateral-direito Leandro Silva, líder em desarmes da equipe no campeonato, que recebeu o terceiro cartão amarelo na última rodada e será substituído por Vinícius Kiss.

Durante a semana, o treinador trabalhou o time com uma estrutura parecida a do empate em 2 a 2 com o CSA, no último compromisso como visitante – depois, em casa, o Coxa bateu o Paysandu. Nessa hipotese, o meio-campo seria formado pelos volantes Vítor Carvalho, Uillian Correia e Simião, com Guilherme Parede, autor de cinco gols na Série B, Alisson Farias e Pablo Thomaz ou Bruno Moraes mais adiantados.

Se a opção for por uma formação mais tradicional, Simião perde lugar e o meia Yan Sasse entra para ficar responsável pela armação da equipe. No banco de reservas, a principal novidade é a presença de Jonatas Belusso. Ex-Vitória, o atacante foi apresentado durante a semana e deverá ser aproveitado no segundo tempo.

O goleiro Wilson fez elogios ao Guarani e falou sobre o que espera do confronto. “É uma partida importantíssima contra mais um adversário direto. Com uma derrota lá, o Guarani nos passa na tabela. É uma equipe que vem crescendo. Perdeu alguns jogadores recentemente, mas manteve o padrão, derrotou o Oeste fora de casa e com certeza estarão motivados. Jogar em Campinas é complicado, mas precisamos estar preparados”, disse o camisa 1 do Coxa.

Ainda segundo o capitão, o jejum fora de casa é incômodo – são quatro empates e três derrotas como visitante -, mas ele sente a equipe mais próxima de alcançar a primeira vitória. “A gente sabe o quanto está fazendo falta essas vitórias fora de casa. Se tivesse conquistado uma ou duas, a situação seria mais tranquila. Mas a vitória vai vir. Estamos trabalhando buscando e vendo evolução. Essa vitória vai acontecer”.

Comentários

comentários

Mais em Notícias