Conecte-se conosco

Notícias

Chance de ‘dormir no G4’ anima Louzer: ‘Precisamos agarrar’

Técnico destaca importância de segunda vitória seguida e pede atenção ao Coritiba

Umberto Louzer frisa que o Guarani não pode vacilar nessa disputa pelas primeiras posições: 'o mais importante no momento é não desgarrar do pelotão da frente' (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

Num torneio de pontos corridos, é comum se dizer que ‘cada jogo é uma decisão’ e  que ‘os três pontos da primeira rodada valem tanto quando os da última’. Isso é um fato, mas, por determinadas circunstâncias, algumas partidas têm peso mais especial e é dessa forma que Umberto Louzer encara o confronto de segunda-feira contra o Coritiba. A chance de ver o Guarani entrar no G4 da Série B, ainda que de forma momentânea, anima o treinador, que espera ver o time agarrando essa oportunidade.

Como tem 20 pontos e o time paranaense, atual quarto colocado, soma 23, o Bugre já o ultrapassa em caso de vitória pois, depois de igualá-lo em pontos e vitórias, leva a melhor no saldo de gols, assim como acontece com o Vila Nova, terceiro colocado. Dessa maneira, o Alviverde termina a segunda-feira entre os quatro melhores.

“É isso o que abordamos na nossa conversa com o grupo. São oportunidades que estão sendo dadas de fazer acontecer e precisamos agarrar. O adversário está três pontos à frente e, vencendo, nós o ultrapassamos e dormimos no G4, ainda esperando a rodada ser completada”, destaca o comandante.

Outro elemento que torna essa partida muito importante é a volta para casa. Depois de três empates consecutivos no Brinco, Louzer sabe o quanto o resultado e uma boa atuação diante do torcedor serão determinantes para a equipe e para o apoio que virá das próprias arquibancadas.

“Vencer em casa é o mais importante, mas não pode ser de qualquer jeito. Tem que ser de forma organizada. Depois temos outro jogo aqui com o Figueirense e, se encaixarmos essas três vitórias, entraremos de vez no G4. O mais importante no momento é não desgarrar do pelotão da frente para, na virada do turno, estar na briga”, ressalta.

Umberto Louzer também analisa o Coritiba. Apesar de estar no G4, o time paranaense ainda não venceu nenhuma partida fora de casa. O treinador bugrino exaltou qualidades do adversário, expôs preocupação com a forma de atuar do rival, mas espera que suas escolhas surtam o efeito esperado.

“Analisamos os últimos dois jogos fora de casa. Contra o Juventude foram duas linhas de quatro com dois volantes protegendo o eixo central. Contra o CSA atuaram no 4-1-4-1, mas se defendendo no 4-5-1. É uma equipe que se compacta bem e tem uma transição rápida que precisamos estar atentos. Vamos dar atenção a nossa estratégia dentro do jogo para encaixar as variações que o adversário propor”, explica. “O Coritiba vem crescendo, tem um poder de investimento muito grande, mas nos nossos domínios temos que nos impor”, finaliza.

Comentários

comentários

Mais em Notícias