Conecte-se conosco

Notícias

Nazário revela vontade: ‘Se dependesse de mim, eu ficava’

Em entrevista à EPTV, meia manifesta desejo de permanecer até o final da temporada

Há dez dias, Bruno Nazário faz trabalhos leves com bola no gramado: meia deve atuar mais duas vezes antes do fim do contrato (Foto: Guarani Press)

A relação entre Bruno Nazário e Guarani está, pelo menos contratualmente, bem próxima do fim. Com o vínculo de empréstimo se encerrando no próximo dia 30, o meia pode ainda, no máximo, fazer possivelmente mais duas partidas com a camisa do clube até lá. Depois, ele volta ao Hoffenheim e define seu futuro. Futuro esse que ele gostaria que fosse no Brinco de Ouro. Em entrevista veiculada pela EPTV nesta terça-feira, Nazário disse que, se dependesse dele, ficaria no Bugre pelo menos até o final da temporada.

Foi a primeira vez que o meia falou à imprensa desde o fatídico dia em que, ainda em Goiânia após a derrota para o Atlético-GO, disse em entrevista exclusiva ao Nossa Taba que o Guarani atropelaria a Ponte Preta no Dérbi. Em campo, porém, o meia viu a equipe ser derrotada por 3 a 2 e foi alvo das provocações dos rivais, principalmente do lateral-esquerdo Orinho.

“Eu não gosto de perder, mas tenho certeza que o mundo dá voltas. Dérbi é assim mesmo, um dia a gente ganha, no outro perde. A gente sabe que dói, não pode esconder e tenho certeza que, se eu sair agora ou se eu ficar, ainda tem outro jogo (…). Ele (Orinho) está no direito dele, parabéns para ele”, disse.

Para poder disputar o clássico válido pelo segundo turno, marcado para o final de agosto, Nazário e seus representantes precisariam dobrar o Hoffenheim. No início do ano, apesar de sondagens e uma proposta concreta do Paraná, o desejo do jogador pesou e os alemães concordaram com um novo empréstimo de seis meses. Dessa vez, porém, essa hipótese se torna mais improvável. Ainda assim, ele mantém as esperanças.

“Tudo pode acontecer. Minha vontade, todos sabem o quanto eu gosto desse clube, da torcida, e eu tenho a vontade de ficar sim. Se dependesse de mim eu ficava”, contou.

Depois da lesão sofrida do músculo adutor da coxa direita no empate com o Goiás, em 18 de maio, Bruno Nazário acelera o processo de recuperação para ainda poder ficar à disposição da comissão técnica. A evolução no tratamento surpreendeu o departamento médico e, há dez dias, o jogador já trabalha separadamente com bola. Há a expectativa de que ele possa treinar ao lado dos companheiros ainda nessa semana para poder ser liberado e atuar pelo menos contra o Avaí, na terça-feira que vem e diante do Boa Esporte no dia 29, véspera do final do contrato com o Bugre.

Comentários

comentários

Mais em Notícias